Saulo, Som e Sol
Ensaio do Bloco Alvorada
Festival de Forró da Chapada
Groove Bar – os 50 anos de “Abbey Road”
Show Scott & banda Invena
Evento ‘Samba e Pagode’
Domingo do Zen – Zen Salvador
Sábado Top – Zen Salvador
“Tem que Respeitar ” no Zen Salvador
Show de Mônica Salmaso
Portela Café – Festa Old Hits
Adão Negro no Festival Expocrato
Ensaios Do Parango com Tony Sales
“Sexta do 5” – Samba Trator e Convidados
Elpídio Bastos lança novo disco no Sarau de Itapuã
Rock Alternativo no Groove Bar
Gastando Amor no Farol – com Daniel Farias e Talis Castro
2ª edição do Festival Pop & Rock
Festival Integrado de Rock (Ano I – Independência Rock)
Show de Odair José
Os Sons Que Vêm da Cozinha– com Kaika Alves e Sandro Rangell
Pedro Mariano – Novo show DNA TRIO
Noite Multicultural Pelô – Uma Nova e Linda História
EMUS no Palco Independente: Iara Canuto
Série NEOJIBA no TCA #3
Tiê – Lançamento do disco “Gaya”
Show PALI
Sam Queiroz em Samba Jazz
Letieres Leite Quinteto encerra temporada
Show “Samba, Salsa e Açúcar”
Leitieres Leite Quinteto
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31
Facebook Twitter

O Samba das Cumades

Sábado (17), é dia de extravasar e recarregar as energias com festa e alegria na Roda de Samba das Cumades. O evento, que acontece no Casarão Barabadá, a partir das 19h, proporciona a interação entre o público ao som de um repertório de canções de compositoras como Clementina de Jesus e Dona Ivone Lara, entre outras, que ficaram conhecidas pelas vozes de intérpretes como Clara Nunes e Glória Bonfim, abordando o universo das religiões de matrizes africanas.

O SAMBA DAS CUMADES surge da união de um grupo de mulheres com o desejo comum de fazer samba, de tocar e (en)cantar juntas, de se fortalecer musicalmente e participar de modo protagonista nas rodas de samba da cidade de Salvador. “Cumades” é a forma afetuosa de tratamento entre as sambistas fundadoras e se tornou o nome do grupo por trazer o sentido da relação de solidariedade, respeito mútuo e de união entre as mulheres. É também o jeito de fazer samba, onde aprendem juntas e criam os próprios arranjos, as composições e partilham pesquisas. Mulheres numa roda de samba é sinônimo de resistência. É uma experiência necessária no combate à desigualdade de gênero.

  • Casarão Barabadá - Rua Direita do Santo Antônio, 250

  • 19h

  • R$15